quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Tudo começa com...

um beijo molhado

uma língua que se apresenta ao trabalho

profundo, árduo, penetrante

respiração que se altera

a cabeça mudando de lado

sem separar os lábios

mão na nuca

outra no seio

pressão do corpo

há uma parede

para depositar

os tremores do corpo

a intensidade das sensações

o aroma do perfume que exala feromônios

acrescentando desejo ao contato físico

e os poros gotejam pedidos de que nada pare

os passos se movem para o reservado quarto

as mãos se apressam em obedecer o comando

de liberar a pele para sentir

e os pelos para eriçar

não está frio, mas os arrepios são visíveis

os corpos solicitam o calor alheio

a nudez das almas se completa

e o beijo se torna doce

o que eram dois agora é uno

as carnes confusas

confundem o ar que se adensa

aroma inconfundível

de prazer se desprende

em movimentos delirantes

enquanto mãos percorrem

as bocas sugam, as línguas secam e molham

as gargantas gemem

e cabeças pendem

cinturas, quadriz, pernas

brincam um bambolê inexistente

não há pausas

apenas o ritmo frenético de amantes

úmidos lencóis testemunham a declaração

física do prazer a brotar dos corpos

que se olham e devoram com íris em fogo

tudo são suspiros ofegantes

e um novo beijo se prolonga

é selada a paz nessa batalha

carícias são trocadas

a respiração quer desacelerar

os corações batem como loucos

e o fogo do olhar se converte em pluma

que toca o ser amado juntamente

com as pontas dos dedos que ainda tremem

a boca se dedica ao sorriso

e abrindo-se levemente

deixa escapar o sentido de toda essa dança

"Amo-te, te amo, amo você"

10 comentários:

Nyx disse...

"o que eram dois agora é uno
as carnes confusas
confundem o ar que se adensa
aroma inconfundível
de prazer se desprende
em movimentos delirantes..."

Ficaste tanto tempo sem escrever e quando retornas vem com algo assim.
Sem palavras minha cara.
Saudades de ti.

shel disse...

Lindas palavras a ponto de me fazer fecha os olhos e imaginar cada cena desde o começo ao fim.
E se ficares um tempo sem escrever não terá problemas porque sabemos que quando voltar a postar você postara coisas linda que mexe com o espirito de qualquer pessoa amei você estar de parabens

Socorro Rocha disse...

Lindo Meu , Anjo
Vc escreve divinamente bem e e esse poema significa muito pra mim e sei q pra vc tmb...
bjs minha linda

Socorrinha disse...

Maravilhoso!!! como tudo que vc faz

T.A

Anônimo disse...

Faltam-me palavras para descrever, achei simplismente maravilhoso seu poema, meus sinceros parabéns,que voce continue sempre com essa divina inspiração para descrever as mais belas palavras que uma pessoa que ama queira ouvir da pessoa amada. Abraços.

Anônimo disse...

Renata Coruja
Parabéns amiga. Seu poema esta divino. Nele vc expressa a bela arte de AMAR. Lindo !!
Beijos.

ELAINE disse...

DEPOIS Q EU LI EU SUSPIREI....EFEITO DE LER COISA BOA...E INVEJA TB...
Q VIDA INJUSTA! Q P EU Q TENHO O MESMO SANGUE Q VC NAO ESCREVO ASSIM?!

AI ME LEMBREI DE UMA MUSICA Q ANO MUITO: PAIXAO DE KLEITON E KLEDIR.

Q PUXA....VOU CONTINUAR ASSIM...SUSPIRANDO...

Pucci disse...

Nossa... deu até vontade!

Muito bom... muito bom mesmo!

Voce escreve divinamente.

Fern disse...

Meninaaaaaaaaa, o que foi isso?!!! Maravilhoso, não sobrou um hormônio no lugar!!! KKKK

Selminha disse...

Lindo, como tudo que minha amiga escreve, sensível, mas não menos sensual...Parabéns,que tantos outros venham...